Tenho procurado ensinar aos meus filhos...

A serem eles mesmos.
Que a vida real não é como aparece nos contos de fadas, mas que é possível amá-la sempre...
Que é bom sorrir mesmo quando as coisas não parecem fáceis.
Que o tempo não apaga nada, mas que pode ajudá-los a se sentirem bem em cada (re)começo.
A praticarem o amor próprio, o amor aos outros. 
A não se acontentarem com pouco, mas a serem felizes com o que têm.
A levantarem sozinhos depois de cada queda, a enxugarem as próprias lágrimas depois de cada choro.
Que nem sempre são os outros a desiludirem, às vezes a gente também faz até sem querer.
Que nem sempre o bem que se faz é retribuído e que nem por isto se deve deixar de fazê-lo.
A caminharem com os pés no chão, sem deixarem de olhar pro alto.
A sentirem-se livres, donos de suas escolhas, do seu caminho.
A tocarem na vida do outro com cuidado, atenção, a não serem intrometidos.
A seguirem em frente mesmo quando os dias são escuros e os ventos não favoráveis pois depois da tempestade vem sempre a bonança.
A não se renderem diante das dificuldades, mas a respirarem fundo e procurarem se proteger, porque infelizmente terão em algum momento que fazer isto sozinhos, sem esperar pela ajuda de alguém.   
Que nem tudo é como parece ser, mas que somos dotados de razão e sentimento para discernir o bem do mal.
Que quando se deseja algo ardentemente, é possível que seja concretizado sim!
Que há experiências a serem vividas (e espero aconteçam na vida deles) e há outras que devem se limitar a saber, conhecer sobre elas e seus malefícios.
Que cada cicatriz tem sua história e serve de qualquer forma como lição pois viver é mesmo essa coisa de lutar e sofrer até alcançar a vitória.
Enfim, a não esquecerem de cultivar a Fé em Cristo 🙏 ❤
( - )