Pular para o conteúdo principal

Essa nossa curiosidade humana!

Outro dia caminhando pelo parque com uma amiga e num bate-papo bem descontraído  percebemos que estávamos sendo observadas a meio palmo de distância por outra pessoa conhecída.A conversa estava tão boa e ríamos tanto à toa que era difícil para um observador querer interrompê-la.Ao menos foi essa a desculpa meio sem jeito que a curiosa  deu quando eu me virei de repente e ainda sorrindo a cumprimentei e a convidei para se juntar a nós já que estávamos atravessando o mesmo percurso da estrada.Pecado que o clima  relaxado foi interrompído,mas só de lembrar daquele olhar desconfiado,meio acanhado a vontade que dá é de rir ainda mais.
Quem nunca passou por uma situação vexatória assim?
* Curiosidade humana é o desejo do ser humano de ver ou conhecer algo até então desconhecido A curiosidade, porém, quando ultrapassa um limite pré-estabelecido pela ética social, como por exemplo a invasão de espaço alheio, pode ser reprimida. Alguns termos populares podem designar alguém demasiadamente curioso: xereta, intrometido, bicão, intruso.(fonte:wikipédia)

Comentários

✿ chica disse…
Isso acontece e muito.Por vezes é vontade de participar, outras, de mexericar,srrs beijos,tudo de bom,chica
Bergilde disse…
Você tem toda razão...Fiz aqui só uma pontuação da graça da cena desta semana que por um bom tempo hei de lembrar.
EDER RIBEIRO disse…
Ainda hoje, na parte da manhã, conversando com uma amiga sobre curiosidade lhe disse q eu não era curioso, então, ela me disse que me achava observador. Sou sim, observo muito certa cenas para compor uma personagem. Acho a curiosidade excessiva uma agressão ao outro. Bjos, Bergilde.
PS: a continuação do conto publicado hj está mais suave.