Pular para o conteúdo principal

Preciosa companhia

Caros amigos, estou certa de que compartilhamos o gosto de ler.Talvez nem sempre o mesmo tipo de leitura,mas não podemos negar que comunicamos melhor nosso modo de pensar,nossas idéias e sentimentos com a ajuda de um amigo em comum- o livro. 
Os livros são uma viagem no mundo da fantasia e também na alma da gente 
Desde muito cedo fui pega pelo prazer que um bom livro traz.Ainda na barriga da minha mãe ouvia as histórias que ela lia e contava para seus alunos,mais tarde também como minha primeira professora e,quando menina, acho que a nossa casa tinha mais livros do que móveis. Lembro de meu pai muitas noites narrando estórias dos clássicos de Lobato e outros contos de assombração com onças e lobos como protagonistas de sua invenção que nós adorávamos escutar porque no final traziam na maioria das vezes uma moral que falava de obediência e respeito pela natureza e pessoas mais velhas.Uma paixão cultivada eu diria de modo quase maniacal.Tanto que atualmente percebo que apesar de  morarmos num apartamento não muito grande, este é mobiliado de tal modo que não se pode deixar de notar entrando em cada compartimento,da sala de visitas,passando pelos quartos e cozinha,a presença de livros também.Um misto de textos da literatura italiana,brasileira e universal.Procuramos manter a organização e limpeza,espanando-os frequentemente,alguns são novos,outros obras-primas de grande estima,parte da nossa história familiar tanto minha como de meu marido e que aos poucos vamos tentando passar para as crianças o mesmo sentimento.Naquelas prateleiras estão pedaços de nós,do nosso coração,a possibilidade de reencontrarmos o nosso passado,as nossas emoções. Muito embora não nego que tenhamos renunciado a muitos,especialmente eu por causa da mudança para cá.Às vezes me pego a lembrar da bagagem enorme de leituras que deixei para trás,mas que sei que vira e mexe vem à tona do nada improvisamente nas minhas falas e ações cotidianas. 
Um hábito adquirido na época escolar  e que persiste em mim até hoje é o de tomar notas, sintetizando,evidenciando pensamentos e expressões que chamam a minha atenção quando estou lendo e que posso rever sempre que precisar.Francesco tem feito o mesmo com seus livros de histórias procurando no dicionário o significado das palavras que não compreende e com isso vai ampliando e melhorando o seu vocabulário. Colocamos na entrada de cada quarto uma caixa de papelão onde dispomos os livros que já foram lidos e que queremos reler depois.A Chiara está dando os primeiros passos neste mundo novo,demonstrando como o irmão grande interesse e curiosidade pelo que está descobrindo.Em breve poderemos afirmar com convicção que temos uma nova e desenvolta  leitora na nossa família.
*A leitura abre a nossa mente e nos ajuda a sonhar.
Entretanto,devo admitir que tenho dificuldade em emprestar ou doar certos livros,aqueles que considero por demais preciosos,aqueles que representam um pouco a arca das minhas emoções.Deixar que outras pessoas coloquem as mãos nas páginas destes sentimentos tão meus fazem-me parecer até meio egoísta,mas justifico que  tenho procurado trabalhar o desapego para com os livros de alguma forma cedendo a alguém conhecído ou não conhecído algo que já tenha ou não lido.No meio virtual conhecí e participei do bookcrossing blogueiro que considero uma ótima e muito válida proposta de divulgação a favor da leitura pelo mundo.
Leio muito, mesmo que não tanto o quanto gostaria com ritmos mais regulares e voltados aos meus gostos mais pessoais.Antes de ter filhos não dispensava um bom romance de cabeceira além é claro da minha Bíblia,que agora também é partilhada com eles. Recentemente começamos a ler o novo testamento em família e está sendo mais uma belíssima experiência.Aproveito toda brecha em meu tempo livre para me atualizar com as notícias nacionais e internacionais em jornais e revistas,por não falar dos blogs que continuam a me afeiçoar.Tenho recebído diversos ebooks de presente de amigos brasileiros e isto só me deixa feliz porque também para mim não há melhor presente que um livro seja qual for o modo como ele se apresente.Sou daquelas pessoas que quando está lendo se deixa envolver pelo assunto,personagens,cenários,desligando-me ainda que por um pouco(enquanto estou lendo) da vida real para viver aquela da fantasia que por isso pode até ser útil  para o meu cotidiano.Porém,não significa que seja uma simples fuga da realidade,dos problemas e desafios do dia a dia.Significa para mim buscar aprender.Os livros representam uma viagem no mundo da fantasia,na nossa alma.Ajudam-nos a encarar o mundo de modo mais livre de preconceitos.
Lembrando que ler é um rito e como tal requer tempo e energia.Portanto,precisamos estabelecer o que é prioridade na nossa vida e de que modo podemos administrar nossos afazeres diários a fim de podermos também dedicar momentos de bem-estar psicológico que podem ser adquiridos através da leitura.

Comentários

✿ chica disse…
Bergilde ,que coisa boa esse hábito em casa formado,não? Os livros são realmente Ótimas companhias e nos levam longe, voamos com eles.

Melhor ainda é ver que passaste isso às crianças e isso se repetira por gerações. Belo dever cumprido esse.

Que amor imaginas a Chiara já nessa fase de leitora, como o irmão. Lindo! beijos,uma semana muito linda! chica

Élys disse…
Ler é um hábito que deve ser cultivado e sempre incentivado. Muito bom ter passado às crianças esta prática.
Beijos.
Su disse…
com sua mãe sendo professora, parece bem normal crescer rodeada de livros
:::::: {A Fake Blog}
Edna Lima disse…
Parabéns pelo seu amor pela leitura e por transferir para seus filhotes..
Bom dia! Beijos Edna
Mona Lisa disse…
Um livro é um bom amigo e como tal devemos organizarmos-nos e deixar um bocadinho do nosso tempo para "conversar" com ele.

Beijinhos.
eder ribeiro disse…
Bergilde, leio em média quatro livros por mês, e para mim é uma das coisas que me dá mais prazer. Tb não gosto de emprestar os meus livros, pois os guardo para os meus filhos. Bjos.
Anne Lieri disse…
Oi Bergilde! Dá para perceber muito bem que vc é uma pessoa com hábito de leitura,pela maneira que se expressa,o conhecimento que demonstra em seus textos e tb acompanhando a educação dos seus filhos. Confesso que tenho lido pouco por causa dos blogs e sinto falta,sim! Seu relato é um incentivo a ler mais,o que já vou colocar em minha lista de prioridades! Obrigada amiga muito querida por me visitar em meu niver! Fiquei super contente! bjs,
Luma Rosa disse…
Oi, Bergilde!
Te compreendo perfeitamente :) e cheguei a me emocionar com essa passagem "Deixar que outras pessoas coloquem as mãos nas páginas destes sentimentos tão meus fazem-me parecer até meio egoísta". Sabe, também tenho os livros que não dou, que não empresto, justamente por terem uma carga emocional muito valiosa pra mim. Por exemplo, os livros de minha mãe são sagrados! Eu não poderia desfazer deles e já avisei ao meu filho para resguardá-los. Mas existem livros que sua história traz uma conotação mais do mundo e que depois de "sugado" seu conteúdo, não leria novamente.
Bom fim de semana!!
Beijus,
Os livros são uma excelente companhia. Ajudam-nos a viver, a sonhar e a crescer diariamente.
Ainda recordo os primeiros livros que li e a influência que exerceram sobre a minha maneira de ver o mundo e as pessoas.
Parabéns pela sensibilidade e bom gosto para educar os seus meninos na leitura.
Temos um casal amigo que fez assim uma trajectória na educação dos filhos. Quando víamos tantas crianças presas aos programas de TV, aqueles dedicavam os tempos livres ao estudo e à leitura. Hoje já estão casados e formados e são pessoas maravilhosas.
São ambos professores universitários, com Doutoramento, a nível Europeu.
Pessoas afáveis, simples, sem manias nem preconceitos.
edumanes disse…

Bom dia com alegria!
Bom fim de semana e prosperidade
Saúde, paz, carinho e amor, de noite e de dia.
Das minhas para as tuas mãos delicadas
Pega na chave da porta da nossa amizade
Por Deus com carinho e amor abençoadas
Mantém a porta do teu coração, aberta à felicidade.

Para ti, amiga Bergilde,
um beijo
Eduardo.
Bergilde disse…
Temos feito Elisa,temos feito e estamos procurando criar este hábito também nas crianças.Grande abraço e obrigada pela presença!
Bergilde disse…
Que maravilha Éder!Acredito também que esta seja uma das mais belas heranças que um filho pode receber de seu pai.
Bergilde disse…
Ah Anne,obrigada pelos cumprimentos e muito mais poderia dizer de você pelo que tenho lído ao longo destes anos no blogspot acompanhando a menina voadora e seus outros escritos.Grande abraço!
Bergilde disse…
Chica,obrigada pelo apoio em suas palavras.Esperamos que a leitura possa cada vez mais ser valorizada dentro e fora da escola,principalmente em casa junto aos pais.Abraço carinhoso pra você!
Bergilde disse…
Élys,bom dia!E como hábito precisamos exercitar todos os dias o ato de ler com as crianças a fim de que estas possam também amar os livros.
Bergilde disse…
Obrigada,obrigada infinitamente Eduardo pelo teu comentário em forma de versos que me comovem sempre.Grande abraço amigo poeta!
Bergilde disse…
Nem sempre Su ser filho de...no caso,professor,influencia no comportamento dos filhos.Tudo é muito relativo em se tratando de educação.Acredito que vale muito a prática,as vivências dentro de cada família.
Grata pela visita,abraço fraterno!
Bergilde disse…
Luís bom dia e podemos perceber claramente o que você diz aqui através das coisas que escreve no seu blog também.E,só tenho a dizer que imagino o seu contentamento e de sua esposa vendo os frutos desta Educação dada aos filhos.Penso que seja uma das coisas mais gratificantes para um pai.
Abração,
Bergilde disse…
Edna,cara amiga de muitos anos neste meio virtual um bom dia pra você e obrigada sempre pelo incentivo e carinho em suas palavras,
Bergilde disse…
Luma,bom dia!
Obrigada pelas tuas palavras ponderadas e pautadas por argumentos que aprecio muito e que me encorajam a prosseguir também por aqui com os registros neste blog.
Abraços,