Pular para o conteúdo principal

Naquele ponto de ônibus

O Impostor
Novamente  participando do bookcrossing  blogueiro e, desta vez com a liberação voluntária num ponto de ônibus ,do romance Il Mitomane(O  Impostor),de Paolo Mosca.
Livro escrito há mais de trinta anos e que em outras datas até já fiz resenha no blog o que elas estão lendo, mas que trata de um tema sempre atual,isto é, a vontade de ser protagonista sempre e a todo custo levando  muitas pessoas à perda total de consciência de si e da própria realidade em que estão inseridas.Um retrato atroz da nossa sociedade, uma história paradoxal que oferece a quem lê initerrupto divertimento e que espero sirva de bom grado a quem por acaso o tiver encontrado.
Breve relato da trama:
Bertrand Russell afirmava que todo homem tem um grama de 'mitomania'.No caso de Rosario Maestrelli,empregado dos correios, protagonista, não se pode falar de gramas mas de quilos de 'mitomania'.Quilos acumulados em anos transcorridos detrás de um balcão, quatro em um escritório de Milão. Mãe e noiva dependentes economicamente dele: muitos telegramas, muitas ilusões. Mas, a sua seria uma colossal 'mitomania' reprimida em si ,até encontrar num autogrill na estrada do sol Gea Balestri: criatura diabólica vinda da Roma 'per bene'. Com ela Rosario passa a viver na prática as suas ilusões e fantasias e almeja a total conquista desta Roma de aparente vida fácil! 
Todavia, poderá um tipo monótono como Rosario, fisicamente pouco atraente, adaptar-se no meio dos milhardários, dos nobres decaídos, da máfia dos salões romanos? Gea, aquela que tenta esconder a idade e as rugas numa vida fútil e superficial de festas e shopping. Filha única de um ministro obviamente corrupto, é a companhia ideal para o nosso “ mitomane”. 

Cabendo assim, ao juiz leitor estabelecer no final se esta relação entre Rosario e Gea é um caso de polícia ou simplesmente uma louca e incontrolável história de amor.Então,só nos resta com ironia parabenizar Rosario pelo seu modo de querer e fazer aos quilos e rapidamente o que muitos vão tentando de grama em grama! Rosario Maestrelli assume em si todos os defeitos do chamado “italiota”,sendo reforçada  tantas vezes a sua fraqueza de caráter  em detrimento de suas qualidades como a  ingenuidade,manipulada  por terceiros .   

Comentários

✿ chica disse…
Bergilde, mais uma bela participação nesse evento e parece muito bom. A pessoa que o encontrar, certamente, ficará feliz! Bom te ver! bjs, chica
Não consegui perceber este post.
Voltarei aqui.Parece-me valer o tempo de uma boa leitura.

Obrigado pela visita.
Votos de uma boa semana.
Mariazita disse…
Bom dia Bergilde
Uma iniciativa muito interessante.
Não conheço o livro que refere, mas parece ser muito bom...

Tudo de bom para si e toda a família, e um óptimo Domingo.
Beijinhos
Mariazita
Poesia do Bem disse…
Bela iniciativa. lindo projeto
Suzana Martins disse…
Oi Bergilde, e u ainda não conheço esse livro. Fico aqui na torcida para que ele chegue aqui em São Bernardo... kkkk...
Parabéns pela postagem!
Abraços
Élys disse…
Você escolhei um livro que certamente fará a pessoa que o achar muito agradecida, pois é uma história bem interessante.Um abraço.
Mona Lisa disse…
Excelente participação.
Escreves com alma!

Parabéns!

Beijinhos.
Luma Rosa disse…
Oi, Bergilde!
Pela sua resenha, esse livro é bem o tipo de leitura que gosto, mas infelizmente fui procurar e não tem publicação em português. Uma pena!
Um livro que viajou no tempo e não criou rugas! (rs*)
Obrigada por participar do bookcrossing blogueiro novamente!
Beijus,
Por vezes o cansaço não me deixa ler. Outros dias, em madrugadas mais frias parece que tudo se aclara e se percebe como ler e interpretar um livro.
Podemos também situarmo-nos um pouco nas personagens centrais e nas suas manias. Sem querer viajamos com elas e partilhamos novas visões.
Pérola disse…
A leitura nos faz perder por mundos muito apetecidos.

Beijinhos
Bergilde disse…
É muito bom poder participar de eventos que estimulam a leitura da forma como faz o bookcrossing blogueiro. Obrigada amigos pelo comentário de cada um de vocês e, Luma, realmente parece que o livro aqui liberado não apresenta tradução em português,mas de seguro quem o tiver encontrado fará uma ótima viagem na sua leitura.
Abraço fraterno a todos vocês e, estarei visitando-os durante a semana!
Tucha disse…
Fiquei curiosa em relação ao livro. Leituras, trazem as experiência de pessoas, mesmo que fictícias e podemos aprender com elas.
Mariazita disse…
Passei para ver se haveria novidades, mas como não há... deixo um abraço e votos de bom fim de semana.

Beijinhos para todos.
Mariazita