Pular para o conteúdo principal

Altruísmo

Existem pessoas mais ou menos propensas a fazerem o bem? Ou tudo é questão de boa vontade e espírito de sacrifício? O que significa para mim ser altruísta? 

É somente na gratuidade que se aprende a sorrir mesmo com os desafios e dificuldades encontrados ao longo da vida. 


Todos podem praticar o bem no seu dia a dia,mas tudo é questão de escolhas.Muitas vezes se faz algo bom na expectativa de receber um favor,uma recompensa,ou benefício em troca.Nem sempre porém,os frutos de uma boa ação são colhidos no momento preciso desejado,o que pode causar irritabilidade,frustração e perda de paciência,tornando a pessoa insatisfeita pelos resultados de seus atos. Entretanto,é possível afirmar que as consequências do amor não são perceptíveis aos nossos olhos,mas somente ao coração.Por exemplo,na recente vinda de meus pais e irmão aqui pra casa, minha mãe deu uma bicicleta nova de presente à Chiara.Ela ainda não estando acostumada com o brinquedo,em tamanho e complexidade maiores  que o seu anterior, precisou de ajuda pra poder andar sozinha.Primeiras lições com o tio,homem forte,tipo atlético,inteligente,excelente educador no trato com as crianças.Com o retorno deles ao Brasil,coube justamente ao papai,à mamãe e irmão sairem com a menina para que a mesma continuasse a praticar. Finalidade alcançada sobretudo pela tenacidade e esforços dela diante dos estímulos recebidos.E só vendo a sua satisfação mediante importante conquista!
Assim, fazer algo verdadeiramente gratuito em benefício de alguém quer dizer despir-se de si mesmo,das próprias intenções,colocando em primeiro lugar e ao centro da atenção o outro,tal como gostaríamos que fizessem conosco.É uma regra preciosa aquela que nos convida a vivermos a reciprocidade sem hipocrisia,com abandono.Simples gestos de amor sejam em família,com quem amamos e conhecemos ou em sociedade,com pessoas desconhecidas podem por vezes transformar vidas!   
O que pode parecer em vão,atirado ao infinito,um pequeno grão de areia no meio de um oceano,pode significar tudo para determinada pessoa.Nada é ou está perdido quando é feito com o coração porque o bem se multiplica sempre.Cresce no mundo e em cada um de nós.Basta observarmos o olhar de quem não sabe amar e de quem ao contrário,se empenha dedicando-se a favor do próximo.Um tem o olhar endurecido,quase vazio,apagado,sorri mas não transmite nada.O outro,ao invés disso, exprime vivacidade,como se soltasse faíscas de energia penetrantes,transmitindo mesmo sua luz interior ao meio exterior!
Precisamos tomar consciência de que tudo,mas tudo que fizermos de bom ou ruim a nós retorna sempre!As experiências  que temos ao longo da vida de gratuidade  genuínamente desinteressada nos fortalecem  e nos ensinam a acolher e a sorrir diante das dificuldades encontradas. 
Enfim,somente com boa vontade e desprendimento se pode contribuir verdadeiramente a aumentar a corrente de amor universal que apesar de tudo,de toda a violência,terrorismo,horror que se alastra de um continente a outro, resiste e continua a manter vivo o mundo.

Comentários

✿ chica disse…
Bergilde, sempre corretas as tuas palavras e muito bom te ler. Acredito que quando fazemos o bem, não podemos fazer esperando retorno, pois da´[i perde o sentido. Lembrei agora de uma frase que o Neno fala sempre; Quem dá não deve lembrar e quem recebe, não deve esquecer!

E, se todo mundo fizesse alguém feliz à sua volta, tudo poderia melhor ser! Linda semana! bjs, tuuuuudo de bom,chica
Élys disse…
Linda as suas palavras, plenas de verdade!
Creio assim, também, como colocas, tão bem neste seu maravilhoso texto.
Feliz semana,
Élys
Mona Lisa disse…
Maravilhoso texto que nos conduz à reflexão.

Para mim, ser altruísta é pensar nos outros, ajudando-os sem pensar receber algo em troca.

Beijinhos.

Bergilde,
O amor é mesmo a lição de casa, o dever que o Mestre nos recomendou. Acredito que alguns de nós já estamos no caminho certo, aprendendo a amar verdadeiramente. Exercitando o desprendimento e a generosidade. Sempre faço orações nesse sentido, para que o amor floresça nos corações das pessoas.

Adorei o texto, recheado de amor!
Bjssssss
Luma Rosa disse…
Oi, Bergilde!
É de criança que recebemos as primeiras lições de amor. Quem tem amor dentro de si, sabe doá-lo ao mundo. Não importa para quem, o simples ato da doação, satisfaz mais quem dá do que quem recebe. Mas o carinho recebido pelas pessoas mais próximas, jamais será esquecido.
Boa semana!
Beijus,
Interessante, é que, geralmente, lembro-me de minha mãe quando surge a oportunidade de comentar sobre "atitudes". No caso, tratando-se de "altruísmo" veio-me a seguinte frase (ditado, chamado) que ela disse algumas vezes: "faz o bem, sem olhar a quem". Ontem, li uma notícia, que vinha com uma foto ilustrando, que era o seguinte: um rapaz paraplégico, numa cadeira de de rodas, pedira um sorvete, num shopping. Ao trazer o sorvete, a funcionária percebeu que o rapaz tinha dificuldades para segurar o sorvete, para tomá-lo . A funcionária,sem se preocupar com as possíveis "consequências", ficou de joelhos à frente do rapaz da cadeira de rodas, e foi oferecendo, às colheradas, o sorvete ao ao jovem paraplégico. A notícia revela ainda que o fotógrafo ( que passava na hora) a abraçou no final, divulgou na mídia e ainda se soube que o patrão (dono da sorveteria) aplaudiu o gesto da moça, além os elogios dos colegas. A foto, com a notícia, vem "bombando" nas redes socais! Ah! se todo o mundo, fosse altruísta!
Um abraço, Bergilde, desde o Ceará.
Tucha disse…
Um reflexão interessante, acho que quando ajudamos alguém estamos também nos ajudando, pois o sorriso, o carinho que quem apoiamos nos alenta. E mesmo que não ocorra o agradecimento, a sensação de ter compartilhado ou apoiado é sempre gostosa de sentir.
Carmem Grinheiro disse…
Olá, Bergilde.
No aconchego de quem cria é que vai se recebendo as lições essenciais - assim é a teoria e até colocada em prática por muitos e para muitos, mas, para mal de nossa Humanidade, se refletirmos, sabemos que não corresponde à verdade, e, por isso, tantos de nós, no percurso de vida, batalhamos para tentar pelo menos minimizar essa ferida da sociedade.
E, como tão bem diz: "O que pode parecer em vão,atirado ao infinito,um pequeno grão de areia no meio de um oceano,pode significar tudo para determinada pessoa" - para quem não vê, um pequeno auxílio para indicar que há o perigo do que para nós é um degrau, pode evitar a esse que caia num abismo.

Tem um bom domingo.
um bj amg